O fim

  O som ecoa no vácuo Pesado Pressionando os ouvidos A ouvirem o silêncio Respiração lenta Quase falsa Peito subindo Descendo Com dificuldade E o coração Martela Acelerado Como se esse fosse O último segundo Para bater para sempre A boca entreaberta Estremece Lábios dormentes Arroxeados As mãos suam Então Há o frio Arrepia a... Continue lendo →

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑