La vie

Nada de novo sob o Sol Todas essas certezas As ambições A mais ínfima sensação Tudo Já sucumbiu sob a mesma luz Infinitas coisas Vãs e imorais Outras tantas Camufladas Dissimuladas De bem querer De boa coisa Sob este Sol Não há nada bom Talvez Ainda nasçam coisas boas Mas todas morrem vis Todas morrem... Continue lendo →

Bela

Solte os cabelos Abandone os pudores Vamos nos despir De todas as máscaras De toda essa roupa De moralidade Deixe a mostra A sua alma Para ver se de fato Me atraio Por você Por esse seu lado O mais sombrio O lado real O único lado Que você guarda Sob toda essa beleza Vamos!... Continue lendo →

O fim

  O som ecoa no vácuo Pesado Pressionando os ouvidos A ouvirem o silêncio Respiração lenta Quase falsa Peito subindo Descendo Com dificuldade E o coração Martela Acelerado Como se esse fosse O último segundo Para bater para sempre A boca entreaberta Estremece Lábios dormentes Arroxeados As mãos suam Então Há o frio Arrepia a... Continue lendo →

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑