A noiva

Ah! O amor. Maldito seja esse sentimento um tanto quanto macabro. Linda é sua metáfora. A ideia de que ele é divino e iluminado, que aquece os corações e os torna de fato, vivos. O amor, nada mais é que um vício infame que se entranha na alma do homem e rouba toda sua identidade... Continuar Lendo →

Quem era ela – J. P. Delaney

Esse livro foi definitivamente meu remédio contra a “ressaca-literária” que vinha me atormentando desde o começo desse ano. Não sei o que de fato aconteceu, mas fiquei quase seis meses sem ler nada, o que foi bom de certo modo, vendo que agora eu quero ler tudo que aparece na minha frente.  Esse livro chegou... Continuar Lendo →

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑